Saiba o que é e como funciona o tecido com protetor solar

Publicado por Costa Leste em

Você sabe como funciona o tecido com protetor solar? Grande aliado da moda praia, ele ajuda ao acrescentar uma camada de proteção em relação aos efeitos danosos do sol. Por isso, além de escolher o melhor biquíni ou maiô, é muito importante dar preferência a roupas que tenham essa funcionalidade.

Veja neste artigo como funciona o tecido com protetor solar e obtenha informações sobre a importância de usá-lo. Aqui, você também vai aprender a identificar que materiais contêm a tecnologia. Pronto para conhecer as dicas? Acesse este conteúdo e confira.

Qual é a importância de utilizar tecido com protetor solar na praia?

Roupas feitas de tecido com protetor solar ajudam a proteger a pele contra os efeitos nocivos do sol e podem evitar as manchas, o envelhecimento precoce e até mesmo o câncer de pele, doença que atinge mais de 60 mil pessoas por ano no país segundo dados do Instituto Nacional de Câncer.

Esse tipo de produto consegue bloquear até 98% da radiação ultravioleta, sendo sua utilização, portanto, muito recomendada quando associada ao protetor de pele tradicional.

Cada roupa tem um Fator de Proteção Ultravioleta, o FPU, diferente. Esse fator, que é o responsável por bloquear os raios nocivos do sol, pode variar de 25 a 50 nos tecidos. Quanto maior o número, mais alta é a capacidade que a peça tem de proteger e cuidar da pele.

O uso desse tipo de tecido é recomendado a todas as pessoas que vão se expor ao sol, principalmente para aquelas que precisam de proteção extra — quem tem a pele muito clara ou transpira bastante, já que isso costuma interferir na eficácia do protetor tradicional.

Como funciona o tecido com protetor solar?

Normalmente, o tecido que tem essa função recebe dióxido de titânio, um produto químico que bloqueia o UVA e o UVB, raios que vêm do sol e que são os responsáveis por causar danos à saúde. Durante o processo de confecção, o tecido fica em contato com esse líquido até absorver o material e ficar pronto para o uso.

O tipo de produto utilizado para essa finalidade é normalmente o sintético — feito de poliamida ou poliéster — já que ele permite a adição de dióxido de titânio na fibra. O algodão, entretanto, também pode passar por um banho químico para cumprir a mesma função.

Assim, os raios UVA e UVB atingem a roupa e são refletidos em vez de serem absorvidos pela pele.

Como saber se um tecido tem essa tecnologia?

Para ter certeza da eficiência do produto, o ideal é procurar por uma etiqueta do Inmetro que comprove que o material tenha passado por testes que respeitam as normas técnicas referentes ao assunto. A fim de conseguir a chancela dessa instituição, as empresas precisam fazer testes específicos para poder colocar os produtos no mercado.

Outra empresa que atesta a qualidade das peças é a Arpansa, órgão australiano responsável por verificar se os processos adequados para esse tipo de produção são respeitados. Um exemplo disso é a Norma Australiana AS/NZS 4399:1996, uma das mais usadas no mercado para validar esse tipo de informação.

Como explicado, investir em produtos feitos de tecido com protetor solar é uma ótima maneira de proteger a pele contra os efeitos nocivos do sol, como o envelhecimento precoce, as manchas e o câncer.

Assim, associar a utilização desse tipo de roupa ao uso regular do protetor solar é muito importante para poder curtir o dia a dia na praia ou na piscina de maneira saudável.

Vale a pena investir nesse tipo de tecido, não é mesmo? Para aproveitar outras dicas relevantes como essa, assine a nossa newsletter e fique por dentro das novidades!

 


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *